Blocos econômicos, APEC

Blocos econômicos, APEC

382
5
SHARE

(Este artigo é parte integrante da série especial sobre Blocos Econômicos. Para acessá-la clique aqui).

Na nossa penúltima parte da série especial sobre Blocos econômicos vamos falar da APEC, um importante bloco que envolve grandes economias das Américas, da Ásia e da Oceania.

Bloco Econômico: APEC.

Nome: Cooperação Econômica da Ásia e do Pacífico.

APEC: Asia-Pacific Economic Cooperation

Países membros: Austrália, Brunei, Canadá, Chile, China, Indonésia, Japão, Coréia do Sul, Malásia, México, Nova Zelândia, Papua-Nova Guiné, Peru, Filipinas, Rússia, Singapura, Taiwan, Tailândia, EUA, Vietname e Hong Kong.

Idioma oficial: Inglês, Russo, Japonês, Mandarim e Espanhol.

Tendo início em 1989 apenas como um fórum de discussões a APEC teve sua consolidação como bloco econômico apenas em 1994 na conferência de Seattle. Na conferência os países membros acordaram da necessidade da região do Pacífico ser uma região de livre comércio e para isto firmaram alguns objetivos a ser cumpridos como a diminuição de barreiras comerciais e alfandegárias entre os membros do bloco.

Em 1995, ano em que houve o encontro entre os líderes da APEC em Osaka (Japão) foi firmado um acordo que estabeleceu os três grandes pilares que deveriam ser alcançados pelo bloco, sendo eles:

  • Cooperação econômica;
  • Livre comércio; e
  • Cooperação de negócios.

Além destes três objetivos primordiais também foram definidos objetivos secundários como a cooperação em tecnologia, melhora da saúde e educação, projetos contra a corrupção dentre outros.

Para estes projetos foram estabelecidos metas para a implementação de acordo com a solidez econômica do país, por exemplo, para países desenvolvidos a meta foi estipulada para o ano de 2010 enquanto que para os países emergentes e em desenvolvimento a meta ficou para 2020.

Dentre as entidades que ajudam a fiscalizar a implementação e cumprimento das metas podemos destacar:

BMC: órgão responsável pela administração orçamentária do bloco.

CTI: órgão que comanda os investimentos e regularização do comércio.

EC: órgão responsável pela parte de pesquisa e desenvolvimento.

ESC: órgão que auxilia os membros na preparação da agenda de implementação dos projetos.

Todos os anos acontecem reuniões com a finalidade de verificar o andamento dos projetos, a elaboração de novas propostas e a integração entre os países membros. Nestas reuniões são definidas as datas da agenda do bloco, análises dos setores dos países membros a fim de se criar meios para otimizar as economias dos participantes e relatórios com novas metas para o bloco.

Curiosidades:

O bloco possui o maior crescimento somado do planeta quando obteve um aumento de mais de 395% em seu comércio dentre os anos de 1994-2008 sendo o APEC o bloco com maior evolução econômica do mundo, uma vez que o grupo atinge quase 50%  de toda a exportação mundial totalizando um PIB de mais de R$ 17 trilhões de dólares.

(Quer saber como um bloco econômico é formado? Então clique aqui e descubra).

Se gostou não deixe de compartilhar com os amigos!

Até a próxima!

SHARE
Previous articleDiversificação de carteira - Investimentos em ações.
Next articleFAQ IV
Graduado em Ciências Contábeis, possui MBA em Investment Banking e está agora iniciando seu mestrado em economia. Atualmente trabalha no mercado financeiro e escreve os blogs com o objetivo de ajudar as pessoas a conhecerem um pouco mais acerca do mundo econômico, contábil e administrativo e sobre tudo o que isto implica.

5 COMMENTS

    • Olá Grazielle.

      Na APEC não foi estipulada ainda uma moeda única para o bloco, assim como na UE com o Euro. Sendo assim, cada país utiliza sua própria moeda, tendo em comum o dólar como base internacional de negociações.

      Abraços!

Deixe uma resposta