BLOCOS ECONÔMICOS – MERCOSUL.

Tempo de leitura: 3 minutos

(Este artigo é parte integrante da série especial sobre Blocos Econômicos. Para acessá-la clique aqui).

No primeiro artigo da nossa nova série especial sobre os blocos econômicos vamos falar primeiro sobre o bloco do qual fazemos parte, o Mercosul.

Bloco Econômico: Mercosul.

– Nome: Mercado comum do sul

– Países membros: Brasil, Argentina, Uruguai, Venezuela e Paraguai

Idioma oficial: Espanhol e português.

Com fundação datada de março de 1991, o Mercosul é um acordo entre os países membros para que haja uma cooperação no desenvolvimento das áreas políticas, econômicas e sociais de seus associados. Os países membros do bloco possuem algumas características para o estreitamento de suas relações, dentre elas:

Livre comércio:

Possibilita a circulação de mercadorias produzidas nos países membros sendo estas negociadas com taxas alfandegárias reduzidas. Este acordo visa beneficiar as empresas que estão localizadas nos países membros.

União aduaneira:

É uma área de livre comércio com uma tarifa externa comum, ou seja, possuem uma tarifa alfandegária única para importações que sejam realizadas de países que não façam parte do bloco.

Estas medidas são utilizadas para consolidar a situação econômica dos países participantes do bloco uma vez que as medidas levam a uma maior interação comercial entre os membros  que acabam beneficiando o comércio interno.

Órgãos relacionados:

O Mercosul possui alguns órgãos que ajudam a gerir seus projetos e a fiscalizar possíveis irregularidades que venham a acontecer entre os membros. Os principais órgãos são

  • Conselho do mercado comum: conselho formado para assegurar o cumprimento dos objetivos do bloco econômico.
  • Grupo mercado comum: é responsável pela execução das normas obrigatórias para os membros.
  • Comissão de comércio do Mercosul: fiscaliza a política comercial do bloco além de regular o comércio entre os membros e os outros países do mundo.

Curiosidades:

O Mercosul possui um projeto de integração de faculdades para que sejam reconhecidos os diplomas cursados pelos estudantes nos países membros. A primeira delas é a Universidade Federal de Integração Latino-Americana (UNILA) que fica em Foz do Iguaçu, Paraná. O projeto visa estreitar os laços no quesito de propagação de conhecimento.

O Mercosul possui significativa relevância política e econômica. O bloco possui 274 milhões de habitantes e em termos relativos, se fosse um único país apresentaria o quarto maior PIB do mundo.

O bloco foi fundado inicialmente pelo Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai, tendo a Venezuela entrado somente em 2012 quando o Paraguai, opositor à entrada da Venezuela no bloco, foi suspenso devido a um golpe parlamentar no país. Com a permissão de Brasil, Argentina e Uruguai, a Venezuela pode então fazer parte do Mercosul

Então é isso, podemos ver que o Mercosul é um importante bloco comercial que busca integrar os países da America latina e formar um bloco de cooperação econômica e social. Para tal ainda é necessário avançar muito na integração dos países membros uma vez que constantemente os países do Mercosul se utilizam de práticas protecionistas e acabam ferindo os princípios do acordado.

(Quer saber como um bloco econômico é formado? Então clique aqui e descubra).

Se gostou não deixe de compartilhar com os amigos!

Até a próxima!

Deixe uma resposta