CIRCUIT BREAKER – O QUE É? PARA QUE SERVE?

Tempo de leitura: 4 minutos

Você sabe qual é a definição da palavra histeria? Vamos recorrer ao nosso amigo dicionário para entender:

Histeria: Manifestação de sintomas emocionais e/ou físicos de natureza idêntica, que se apresenta em forma de um comportamento irracional de um grupo de pessoas diante de um acontecimento.

Em resumo, podemos descrever histeria como um pânico generalizado que altera rapidamente o comportamento de dezenas, centenas ou até milhares de pessoas ao mesmo tempo. Isso certamente não é uma coisa boa.

Agora imagine a seguinte situação: um operador da bolsa de valores está conversando com um grupo de amigos quando um deles passa uma informação importante e confidencial sobre determinada empresa. Essa notícia é chocante e pode trazer enormes prejuízos para a companhia, levando-a à falência!

Rapidamente ele começa a vender suas ações no mercado e já manda essa mesma informação para diversos e-mails de colegas de trabalho. Quando estas pessoas abrem seus e-mails e começam a se assustar também, todos eles vendem suas ações e realizam o movimento de passar a informação destruidora para frente.

Em pouco tempo, todo o mercado está sabendo dessa notícia e começa a realizar o mesmo movimento: vender suas ações.

E ai começa o problema!

Você como não é bobo nem nada, afinal acompanha o site Economia sem Segredos há muito tempo, já deve saber o que acontece quando há muitas pessoas vendendo e poucas querendo comprar… isso mesmo! O preço do ativo despenca sem parar através do movimento de oferta e demanda.

O preço da ação que no início do dia era de R$ 12,00 (por exemplo), começa a cair para R$ 11,65… R$ 11,07…R$ 10,39… R$9,60… R$ 8,12… e CRASHHH…

… As negociações são paralisadas!

Circuit Breaker, o freio do mercado.

No nosso exemplo, quando o mercado começou a derrubar rapidamente o preço das ações, suas negociações foram paralisadas a fim de trazer um pouco de lucidez aos investidores, dando a eles uma pausa para reconsiderarem o porque desta queda brusca.

No mercado de ações é exatamente isso que acontece quando o Ibovespa (índice que mede uma cesta com as principais ações das empresas brasileiras) atinge queda de -10% dentro de um mesmo dia.

Esse movimento de trava serve como uma segurança ao mercado quando as expectativas sobre o rumo da economia não estão muito concretos, ou no caso de um grande evento mudar a perspectiva repentinamente o sentimento dos investidores.

O mecanismo de circuit breaker funciona quando a queda atinge determinado percentual em relação ao fechamento dos valores no dia anterior. A sequência percentual se dá:

1º) Queda de -10%: as negociações ficam paralisadas por 30 minutos.

2º) Queda -15%: depois dos 30 minutos de pausa, caso a bolsa continue caindo até atingir -15%, ocorre uma segunda paralisação, neste caso por mais uma hora.

3º) Queda -20%: depois de uma hora de pausa, caso a bolsa continue caindo até atingir -20%, ocorre uma paralisação definitiva por prazo a ser determinado pela própria BM&F.

Se no caso a bolsa fechou em uma Quarta Feira nos 30.000 pontos, para que haja um circuit breaker é necessário que na Quinta Feira se dê seguinte sequência de quedas:

1º) Queda de -10%: o Ibovespa atinja os 27.000 pontos

2º) Queda -15%: o Ibovespa atinja os 25.500 pontos

3º) Queda -20%: o Ibovespa atinja os 24.000 pontos

Caso chegue nos 24.000 pontos todas as negociações são paralisadas até que a BM&F decida reabrir as negociações.

Importante: a regra de circuit breaker não se aplica aos últimos 30 minutos de negociações do dia e no caso de ocorrer uma paralisação na penúltima meia hora de negociações, após a reabertura do mercado poderá haver uma prorrogação de no máximo mais 30 minutos, sem interrupções, a fim de garantir um espaço mínimo para reajustes de expectativas.

Mas afinal, para que serve um circuit breaker?

Em resumo, esse mecanismo serve para que os investidores sejam impedidos de continuar vendendo suas ações por influências de notícias que causaram histeria no mercado ou por especulação.

O circuit breaker funciona como um “balde de água gelada” nos investidores para que estes possam parar e repensar se estão tomando a melhor atitude ou se devem ponderar suas vendas.

A bolsa brasileira já sofreu algum circuit breaker?

Já sim!! Ao longo da história foram vários deles. Abaixo, citamos os principais:

Então é isso! Agora você já sabe como funciona um circuit breaker e como eles impactam o mercado de ações brasileiros! Se gostou compartilhe com os amigos.

Até a próxima!

Deixe uma resposta