DÍVIDA EXTERNA BRASILEIRA – O QUE É? QUANTO É?

Tempo de leitura: 4 minutos

Quando nós contratamos um empréstimo em alguma instituição financeira nós junto ao dinheiro tomado concordamos com duas coisas:

  • Vamos devolver o valor original em uma data acordada; e
  • Vamos pagar juros, ou seja, um valor sobre o empréstimo por termos pego o dinheiro.

Nós tomamos um dinheiro emprestado quando precisamos comprar algo para qual não temos dinheiro, por exemplo, mas e quando um país pega dinheiro emprestado com terceiros? Como é cobrado este valor? Quem são os terceiros que emprestam dinheiro? Existem juros nestes empréstimos?

Para responder estas perguntas, vamos ao artigo sobre a dívida externa.

O que é a Dívida Externa?

Dívida externa é o total que um país possui de débitos que são empréstimos e financiamentos que foram contratados por três tipos de entidades:

  1. O próprio Governo.
  2. Empresas estatais.
  3. Empresas privadas.

Estes empréstimos podem ser tomados em situações de crise, para evitar falências, para algum plano/projeto de infraestrutura, projetos de expansão e etc..

Quando se trata de empréstimos realizados pelo próprio governo, os empréstimos não são tomados em bancos comuns como se faria tal uma pessoa física, o governo geralmente possui dois tipos de instituições que fazem o empréstimo deste valor: O FMI e o Banco Mundial.

Mas como se formou a dívida brasileira? Quais suas origens?

Lá pelas bandas de 1822 quando o Brasil havia conquistado sua independência, para poder firmar tal fato foi cobrado por Portugal uma quantia que dava ao Brasil o direito de se consagrar definitivamente livre e independente.

O valor cobrado foi de três milhões de Libras esterlinas e como o Brasil na época não possuía este valor teve que solicitar um empréstimo à Inglaterra, e assim deu se início a nossa dívida.

No ano de 1829 houve o segundo empréstimo quando o Brasil começou a pagar as parcelas do primeiro empréstimo, porém se viu sem recursos tendo que realizar outro empréstimo que foi somente saldado no ano de 1890, período este em que o Brasil estava mais endividado com a Inglaterra devido à Guerra do Paraguai uma vez que ele precisou angariar fundos para se armar.

Dando um salto no tempo, podemos eleger como o período aonde o Brasil se afundou na própria dívida sendo a Ditadura Militar que dentre as décadas de 1960 e 1980 a dívida externa saltou de 12 bilhões de dólares para mais de 100 bilhões.

Em 1985 o FMI suspendeu todos os empréstimos ao Brasil devido ao fato do país ter descumprido algumas regras acordadas e estar se endividando exponencialmente, retomando as negociações somente no ano de 1988 quando foi solicitado mais um empréstimo no valor de 1,4 bilhões de dólares.

Fazendo um overview sobre a dívida externa brasileira podemos ver que esta cresceu de forma assustadora quando passou de 12 bi. em 1960 para 334 Bi em 2015!

Mas não foi dito que o Brasil tinha conseguido quitar toda a sua dívida?

No ano de 2008 o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva afirmou que o Brasil tinha passado da posição de devedor para credor,  porém a frase na verdade foi mal interpretada uma vez que o que realmente aconteceu foi que neste ano o saldo que o Brasil detinha de reservas internacionais somadas foi maior que o saldo que ele devia às instituições como o FMI.

Então por que o Brasil não pagou tudo o que devia para seus credores?

Um país não pode se desfazer de todas as suas reservas financeiras de uma só vez, mesmo que sobre dinheiro. No ano de 2008, por exemplo, houve o boom da crise imobiliária americana e todos os países do mundo passaram por uma recessão que dura até hoje, ou seja, um país precisa deter dinheiro em suas reservas para emergências em tempos de crises e recessão.

Além do mais, instituições como o FMI não aceitam o pagamento total da dívida em uma única parcela. Esta posição é altamente criticada por diversos economistas que acreditam que na verdade não seria cômodo para o FMI quitar a dívida uma vez que ele recebe juros sobre as parcelas que vão sendo pagas periodicamente.

Agora que você já sabe como funciona a dívida externa fique atento quanto as posições das dívidas de cada país. Se gostou não deixe de compartilhar com os amigos!

Até a próxima!

Deixe uma resposta