Índices de Inflação – IPCA, IGP, IGPM, IPC e INPC.

Índices de Inflação – IPCA, IGP, IGPM, IPC e INPC.

205
4
SHARE

Desde que postei o artigo sobre inflação, um dos primeiros, fiquei devendo um artigo que demonstrasse quais são os índices de inflação que utilizamos aqui no Brasil para medir como anda o aumento dos preços de diversos setores e produtos.

Pois bem, vamos falar neste artigo sobre os índices de inflação, seus cálculos, abrangência e relevância. Vamos a eles!

Índices de Inflação:

1-      IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo):

Este é o índice oficial de inflação utilizado pelo governo brasileiro para medir a variação dos preços no país. O IPCA mede a variação de preços em estabelecimentos comerciais, de serviços, concessionárias de serviços públicos e domicílios (condomínio/aluguel).

Este índice apura os preços às famílias da faixa salarial de um até quarenta salários mínimos de nove regiões metropolitanas do Brasil sendo elas Belém, Curitiba, Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife, Fortaleza e Salvador.

2-      IPCA 15:

Este índice muito se assemelha ao IPCA sendo sua variação dada pelo fato de que seu período de apuração se dá entre os dias 15 de cada mês. Por exemplo, ao analisar a inflação ocorrida em uma cidade X tomamos por base seus preços no dia 15 do mês anterior e verificamos a variação que ocorreu durante esse período de um mês.

3-      IGP (Índice Geral de Preços):

O IGP é calculado pela Fundação Getúlio Vargas e serve para indicar a variação dos preços em três principais áreas: os preços no atacado, os preços ao consumidor geral e os preços da construção civil. Seu cálculo é realizado através da média destas três medidas respeitando os pesos 6, 3 e 1 respectivamente.

4-      IGP-M (Índice geral de preços – mercado):

Calculado também pela FGV, o IGP-M tem seu calculo realizado entre os dias 21 do mês anterior até o dia 20 do mês seguinte. Sua abrangência é responsável pela apuração da variação dos preços de diversos produtos como commodities, matérias primas agrícolas e industriais, bens e serviços finais.

Ela calcula se utilizando de toda a população sem uma faixa de renda e é muito utilizado para a correção dos preços nos contratos de aluguéis.

5-      INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor):

Este índice calcula a média do custo de vida nas onze principais regiões metropolitanas do Brasil sendo elas, SP, RJ, BH, POA, Salvador, Recife, Brasília, Fortaleza, Belém, Curitiba e Goiânia. Ele apura as famílias com renda entre um até seis salários mínimos.

Por medir o preço nos mercados varejistas às famílias com menor renda ele é um índice de inflação que demonstra bem a sensibilidade das variações de preços a classe média, sendo utilizado para a negociação de aumentos salariais.

6-      IPC – Fipe (Índice de preços ao consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas):

Este índice calculado pela Instituto de pesquisas da USP demonstra a variação de preços pesquisados no município de São Paulo. Ele calcula a variação das famílias que compreendem de um a vinte salários mínimos e é calculado respeitando o período do primeiro dia até o ultimo de cada mês.

Ele leva em conta itens fundamentais à população paulistana, abrangendo alimentação, transporte, habitação, educação , saúde dentre outros.

Então é isso! Estes são os principais índices que todo bom economista deve se atentar. Claro que decorá-los e saber seus valores de cabeça é impossível, mas fica a dica de sempre dar uma conferida nestes quando estiver estudando a economia brasileira.

Se gostou não deixe de compartilhar com os amigos!

Até a próxima!

SHARE
Previous articleBiblioteca em casa, Sonho grande.
Next articleSocialismo - O que é?

Graduado em Ciências Contábeis, possui MBA em Investment Banking e está agora iniciando seu mestrado em economia. Atualmente trabalha no mercado financeiro e escreve os blogs com o objetivo de ajudar as pessoas a conhecerem um pouco mais acerca do mundo econômico, contábil e administrativo e sobre tudo o que isto implica.

4 COMMENTS

Deixe uma resposta