Investidor qualificado – O que é?

Investidor qualificado – O que é?

96
0
SHARE

Como manda os mandamentos do investidor, o ideal é guardar no mínimo 10% de nossa renda mensal para poder aplicar em algum tipo de reserva financeira, pensando em prover a nós mesmos uma melhor condição no futuro.

Mas só 10% é muito ou pouco para poder investir?

Tudo depende! Se você possui, por exemplo, uma renda mensal de dez mil reais  aqueles 10% representarão R$ 1.000,00 mensais disponíveis para você poder comprar ações, LCI, aplicar sue dinheiro em fundos de investimento ou ainda destinar ele a um investimento que preferir.

Já no caso de sua renda mensal for relativamente baixa, como um salário mínimo que hoje (Jul/16) é de R$ 880,00 seus 10% serão de apenas R$ 88,00 sendo este valor muito baixo para aplicar em alguns produtos financeiros, tendo o investidor as vezes que recorrer à poupança.

(Importante: repare que nós não estamos desestimulando a poupança de pequenos investidores que desejam aprender a investir e assim poder multiplicar seu capital. O que está sendo posto em questão aqui é o valor dos 10% ser considerado alto ou baixo! Nós do Economia sem Segredos sempre incentivamos o estudo e a prática do investimento, seja pelo pequeno, médio ou grande investidor. Afinal, poupar é mais importante do que investir.)

Mas se por um lado algumas pessoas possuem pouco dinheiro disponível para investir, outras já tem um elevado patrimônio o qual dá acesso a produtos mais complexos, arriscados e consequentemente que tragam um maior retorno ao investidor.

Essas pessoas são conhecidas como investidores qualificados e investidores profissionais!

Investidor Qualificado, Altas Fortunas.

O investidor qualificado é aquele (seja pessoa física ou pessoa jurídica) que possui mais de R$ 1.000.000,00 (um milhão) de reais em investimentos aplicados no mercado financeiro e que ainda ateste por escrito de punho tal capacidade de conhecimento em produtos financeiros.

Já o investidor profissional é aquele (seja pessoa física ou pessoa jurídica) que possui mais de R$ 10.000.000,00 (dez milhões) de reais em investimentos aplicados no mercado financeiro

Esta qualificação foi aplicada após a Instrução CVM 554 e 555 de 2014 a qual determinou o conceito de “qualificado” e “profissional”, além de determinar que alguns produtos com elevado risco só devem ser acessados por aqueles com um conhecimento extenso sobre o assunto e com capital para cobrir eventuais perdas.

Mesmo sendo considerado qualificado ou profissional, o investidor que queira investir em produtos de alto risco deve assinar um termo de responsabilidade no qual afirma entender todos os riscos que está correndo ao adquirir aquele produto, bem como entendeu que poderão haver perdas significativas.

Outros tipos de investidores qualificados são:

a) Investidores qualificados através de exames técnicos (com certificação CVM).

b) Agentes autônomos.

c) Administradores de investimentos

d) Clubes de investimento*

*(Clubes de investimento são considerados investidores qualificados desde que seja gerido por no mínimo um investidor individual qualificado).

Para quem se interessar, ficam abaixo os links das instruções completas da CVM:

Instrução 554/2014: http://www.cvm.gov.br/legislacao/inst/inst554.html

Instrução 555/2014: http://www.cvm.gov.br/legislacao/inst/inst555.html

E você… se encaixa em alguma dessas opções? Comente abaixo!!!

E se gostou do artigo, compartilhe com os amigos!

Até a próxima.

NO COMMENTS

Deixe uma resposta