Macroeconomia – O que é? Para que serve?

Macroeconomia – O que é? Para que serve?

480
2
SHARE

Será que existe alguma área da economia que cobre ao mesmo tempo diversos itens como juros, inflação, dívida externa e câmbio? E uma área que estude a interação destes mesmos itens todos juntos, avaliando como eles impactam a sociedade na qual eles estão inseridos?

SIM!!!

Para analisar como uma economia funciona em suas mais diversas partes, foi criada uma área de estudos de teoria econômica que é focada em analisar a interação da economia com a sociedade: a macroeconomia.

Macroeconomia, tudo e todos.

A macroeconomia é a área do estudo econômico que aborda o funcionamento de um sistema econômico, ou seja, ela estuda os itens que alteram a situação econômica de uma cidade, estado, país e etc..

É através da macroeconomia que estudamos o crescimento econômico de um país com a medição da variação do seu Produto Interno Bruto (PIB), verificando se houve no país mais produção de bens e serviços.

Outra informação que é possível se conhecer através da macroeconomia é se os preços dos bens e serviços produzidos se elevaram e quanto elevaram. Isto é possível através da medição do índice de inflação de determinada região.

Dentre os pontos estudados pela macroeconomia, podemos citar também:

  • Qual foi a produção total de um país.
  • A variação de preços.
  • A utilização dos fatores de produção (terra, trabalho e capital).
  • A relação comercial com outros países (comércio exterior).
  • A criação de empregos
  • Taxa de câmbio

Mas onde ocorre a interação macroeconômica?

Foram determinadas pelos economistas cinco grandes áreas de interação entre os agentes econômicos (aqueles que tomam ações econômicas como consumo ou investimento). Estas interações ocorrem sempre em determinado mercado, onde são ofertadas e demandadas:

a) Mercado de bens e serviços: empresas demandam mão de obra, enquanto pessoas as ofertam.

b) Mercado de trabalho: pessoas demandam trabalho, enquanto empresas as ofertam.

c) Mercado monetário: oferta e demanda de moeda.

d) Mercado de divisas: oferta e saída de moedas estrangeiras através das importações e exportações.

e) Mercado de títulos: oferta e demanda de crédito e empréstimos financeiros.

(Para saber mais sobre áreas de interação macroeconômica clique aqui).

Macroeconomia – Sistemas econômicos:

Agora que entendemos sob as interações macroeconômicas que ocorrem em uma economia, precisamos compreender que existem sistemas econômicos sob as quais elas seguem uma diretriz.

Um sistema econômico é, em resumo, um conjunto de normas na condução da economia de um país baseado em determinado ideais e objetivos. Pense, por exemplo, no sistema econômico que a grande maioria dos países atuais é gerido, o capitalismo.

No sistema capitalista, dá se condução da economia através da aplicação de capital (dinheiro) em investimento produtivo (indústrias, produção, comércio) e investimento financeiro (mercado de títulos).

No capitalismo determina-se também que o governo deve manter-se apenas como fiscalizador, não intervindo de forma direta no desenvolvimento econômico

Já no antônimo do capitalismo, temos o socialismo, um sistema que dá maior foco à participação do governo na condução econômica, dando totais poderes a um grupo seleto de administradores gerais que determinam o que deve ser produzido, como e para quem.

Há ainda economias com sistemas econômicos mistos, onde o mercado capitalista e o governo se misturam e compartilham poder.

Então é isso! Agora você já conhece um pouco mais sobre a macroeconomia e o que ela abrange!

Se gostou não deixe de compartilhar com os amigos!

Até a próxima.

2 COMMENTS

Deixe uma resposta