REBAIXAMENTO DE RATING – BRASIL (DE NOVO DE NOVO!!!)

Tempo de leitura: 2 minutos

Conforme o Brasil foi perdendo sua nota de classificação de bom pagador no mercado internacional, nós do blog Economia sem Segredos fomos noticiando o ocorrido e explicando se isto era bom ou ruim.

Para lembrar do que foi dito no primeiro corte: Primeiro Strike!

Para lembrar do que foi dito no segundo corte: Segundo Strike!

E para lembrar o que é um rating e uma agência classificadora: Agências de risco

Agora que você se lembrou do que foi dito, vem a notícia: O Brasil perdeu novamente sua nota de crédito, mas não como se esperava. A primeiro a rebaixar a nota foi a Standard and Poor’s, seguida meses depois pela Fitch. O natural agora era que a terceira grande agência de risco, a Moody’s rebaixa-se a nota para que o Brasil enfim estivesse oficialmente rebaixado no mercado mundial de crédito.

No entanto, ontem veio a notícia arrasadora…. a Standard and Poor’s rebaixou novamente a nota de crédito do Brasil, passando de BB+ para BB- (dentro da escala BB), um valor abaixo na escala de notas, conforme abaixo:

Agora o risco é que o Brasil passe de “predominantemente especulativo” para “especulativo”… significando que pioramos um pouquinho mais!.

Na prática nada muda por enquanto com a nova redução da S&P, pois apesar de inesperada, já estávamos decretados como um mal pagador (é necessário que duas de três agências de risco classifiquem o país com uma nota ruim, o que ocorreu em 16/12/15).

O que isto implica de fato é que as chances de voltarmos ao grupo de excelência de países bons pagadores ficou mais longe, quando temos de galgar mais degraus para voltar a média “A”.

Isso também demonstra que os países ao redor do mundo estão vendo o Brasil cada vez mais frágil frente a nossa crise interna e que somos um forte candidato a sofrer uma depressão profunda caso a economia global apresente alguma instabilidade.

Então por enquanto não foi o terceiro Strike… Vamos ver o que a Moody’s tem a dizer sobre nossa economia ao final de Março… No mais, nós do Economia sem Segredos vamos continuar mantendo vocês em alerta sobre qualquer novidade (mesmo que ruim) dessa crise pela qual passamos!

Até a próxima!

Deixe uma resposta