GUIA DE IMPOSTOS – COFINS

Tempo de leitura: 1 minuto

Este artigo faz parte da série especial Guia de Impostos. Para acessar os demais materiais desta série clique aqui.

Guia de Impostos – Cofins.

Na terceira parte do nosso guia de impostos vamos abordar um imposto muito parecido com o PIS. A Cofins é a sigla para “Contribuição para Financiamento da Seguridade Social” e é um imposto que incide diretamente na receita bruta das empresas e seu objetivo é o financiamento da seguridade social, sendo esta composta por três itens:

  • Previdência social
  • Assistência social
  • Saúde pública

Vejamos as características da Cofins:

Tipo de imposto: Federal

A Cofins é um imposto instituído Lei Complementar nº 70/1991.

Fato gerador:

A Cofins possui seu fato gerador vinculado ao faturamento mensal da empresa ou ao total de receitas apuradas em um período. Assim como o PIS, a Cofins pode ser identificada na composição dos preços de diversos produtos.

Alíquota:                                                                                                                          

A alíquota da Cofins varia de acordo com o tipo tributação da empresa, por exemplo:

  • Lucro real: 7,6%
  • Lucro presumido: 3,0%

Cobrança:

Assim como o PIS, a Cofins também está embutido no preço da maioria dos produtos. A curiosidade da Cofins é que este imposto é imune a receita com exportações ou de entidades beneficentes de assistência social.

O governo federal com o objetivo de estimular a competitividade das empresas nacionais está com um projeto de unificação dos dois impostos (PIS e Cofins). Com este projeto o governo quer eliminar o retrabalho na apuração individual de ambos os impostos e também desincentivar a guerra dos portos feita entre os estados brasileiros.

Então é isto. Continue nos acompanhando em nossa série de artigos especiais para entender mais o mundo dos impostos. Para acessar os demais materiais desta série clique aqui.

Se gostou não deixe de compartilhar com os amigos!

Até a próxima!

Deixe uma resposta