América latina, Paraguai.

América latina, Paraguai.

164
0
SHARE

País: República do Paraguai
Idioma: Espanhol e Guarani
Moeda: Guarani (PYG)
IDH: 0,669 (111º)
Ranking Mundial: 26.089 Bilhões (95º)

História e Política

 

guerra paraguai O Paraguai remete sua história ao início dos povos indígenas da América do Sul. Antes de qualquer contato com o mundo moderno, o país era dominado fundamentalmente por três grandes grupos indígenas, os Pampas, os Lágidos e os Amazônicos que viviam em conflite constante entre si. Foi quando em 1524, um espanhol chamado Aleixo Garcia chegou no território aonde fica hoje a capital do país, Assunção.

Já no meio do século XVI, a cidade de Assunção já era das colônias espanholas na América do Sul. O plano então foi construir diversos fortes para conter a expansão portuguesa, além da expansão populacional através da miscigenação com os indígenas. Com isso ficaram delimitadas as terras brasileiras com limite às uruguaias.

Com os constantes ataques dos grupos indígenas, os colonizadores viviam sob intensa tensão, e foi ai que eles tiveram uma ideia genial. Os espanhóis enviaram jesuítas para o Paraguai com o intuito de educar os indígenas de acordo com as suas crenças e assim pacificar toda a região.

Em 1717, a primeira tentativa de rebelião contra a Espanha se deu início com a Rebelião Comunera, porém esta ideia não foi muito longe com a derrota dos rebelados. Foi quando em meados de 1810, com a independência argentina, o país entrou em guerra com a Argentina e neste processo depuseram o governador Bernardo Velasco e enfim proclamaram a independência do Paraguai;

Logo após a conquista de liberdade, instaurou-se no país o estado de ditadura com o governo de José Gaspar Rodrigues. Foram tempos difíceis ao país que se fechou completamente ao resto do mundo impondo severas regras de imigração e emigração. Nesse período, para sustentar seu governo ditatorial, foi estimulada a autossuficiência agrícola tal como o desenvolvimento de diversos outros setores da economia, como as manufaturas.

Quando houve a primeira sucessão ditatorial, seu novo governante mudou radicalmente a estratégia de governar o Paraguai. A partir de 1840 houve a abertura do comércio exterior no país e o mesmo teve uma explosão de crescimento e desenvolvimento em infraestrutura.

Com esse crescimento, outros países começaram a se incomodar, como foi com a Argentina (que também vivia em regime ditatorial na época). Consciente do perigo, as forças militares do Paraguai começaram a se fortalecer. A economia do Paraguai, porém, teve seu ímpeto freado com diversas crises políticas, golpes de estado e guerras civis.

Um dos governantes da ditadura paraguaia teve forte papel político e econômico no resto da América do Sul. Andrés Rodrigues  em 1º de maio assinou junto aos presidentes de outros países o Tratado de criação do Mercado Comum do Sul, o Mercosul. Em 1992, foi assinada enfim a constituição paraguaia estabelecendo que o país passava a se tornar uma república baseada na Democracia.

Economia

A economia do Paraguai sempre foi uma economia razoavelmente fraca, dependendo em suma das exportações que o país realizava aos seus vizinhos. Sua economia baseia-se basicamente nos produtos agropecuários, com destaque para cana-de-açúcar, algodão, soja e tabaco. No entanto, sua produção pecuária é muito desenvolvida com a criação de bovinos, suínos e ovinos.

A metade da população economicamente ativa do país dedica-se as operações do setor primário. A indústria (setor secundário) responde por 25% do PIB do país, ocupando 31% da força de trabalho, com as principais indústrias sendo a farmacêutica, a produção de óleos comestíveis, têxtil e processamento de alimentos.

No setor de energia, a hidrelétrica de Itaipu é um dos pontos fortes do país sendo que o complexo cobre mais de 170% da necessidade energética do país, podendo ele assim exportar seu excedente.

A partir de 2010 o país experimentou a maior expansão econômica da região sendo a maior da América Latina.

Curiosidades

  • O Paraguai possui uma das culturas mais ricas de atrações culturais e turísticas, apesar de não ser considerado um país tão rico.
  • A usina de Itaipu, construída em conjunto pelo Brasil e o Paraguai é a maior usina hidrelétrica do mundo, com uma altura de barragem de 196 metros, o equivalente a um prédio de 65 andares.
  • A Guerra do Paraguai dizimou três quartos da população desse país. De uma população de 800 mil pessoas, sobraram 200 mil.

Se gostou não deixe de compartilhar com os amigos!

Até a próxima!

SHARE
Previous articleAmérica latina, Uruguai.
Next articleAmérica latina, México.

Graduado em Ciências Contábeis, possui MBA em Investment Banking e está agora iniciando seu mestrado em economia. Atualmente trabalha no mercado financeiro e escreve os blogs com o objetivo de ajudar as pessoas a conhecerem um pouco mais acerca do mundo econômico, contábil e administrativo e sobre tudo o que isto implica.

NO COMMENTS

Deixe uma resposta