Mercado de Opções – O que é? Como investir?

Mercado de Opções – O que é? Como investir?

110
0
SHARE

Na bolsa de valores é muito comum você ouvir o termo “opção” e nos jornais econômicos você pode encontrar quase sempre alguém falando que as opções da Petrobrás irão vencer.

Afinal, o que são essas tais de opções??

Antes, eu recomendo a leitura do artigo sobre derivativos. (As opções também são derivativos).

Para me ajudar, vamos primeiramente entender o significado desta palavra:

“Opção: Direito, faculdade de opinar, livre escolha.”

Bom, agora que já deu para entender mais ou menos o que isto significa, vamos à explicação!

Uma opção de ações é quando um investidor compra um direito ou vende um direito sobre um ativo, no nosso caso uma ação. Os termos mais utilizados no mercado são titular para quem compra esta opção e lançador, para quem vende.

Tipos de opções:

– Call: são assim que são chamadas as opções de compra por um determinado valor, com vencimento em uma determinada data futura.

Put: conhecidas como as opções de venda, o detentor desta opção tem o direito de vender um ativo por determinado valor em determinada data futura.

Denis, não entendi nada. Como assim opção de compra ou vende? Vende ou compra?

Vamos a um exemplo!

[IMAGEM H - OPCOES]

Legenda:

Prêmio: valor pago pela opção.

Preço de exercício (strike): valor negociado na data de vencimento.

Data de exercício: data para exercer a opção

Sobre a data de exercício, podemos ainda classifica-las como:

Americana: esta opção pode ser exercida a qualquer momento até a data de exercício (vencimento).

Europeia: a opção só pode ser exercida no dia combinado, nem antes nem depois.

Na figura utilizada como exemplo podemos ver dois cenários:

1- Quando a ação sobe: nesse caso é vantajoso para João exercer seu direito de compra, uma vez que ele irá pagar o preço combinado de R$ 5,00 e poder vendê-la por R$ 7,00 se assim desejar. (Lembre-se: como ele pagou R$ 1,00 pela opção seu lucro será de R$ 1,00 por ação).

2- Quando a ação cai: se o preço da ação cair, não é vantajoso João exercer sua opção, pois ele pode ir à bolsa de valores e comprar a mesma ação por R$ 4,00.

IMPORTANTE: Uma opção de compra lhe dá o direito e não o dever da compra. Caso você não queira exerce-la não há nenhum problema ou punição.

Cuidado com a sua estratégia!

Acima estudamos o lado do João, o comprador da opção, mas não podemos nos esquecer de Pedro, o vendedor.

Pedro vendeu uma opção a João e, portanto caso ele queira exercer sua opção Pedro é OBRIGADO a vendê-la!  E o mesmo serve para o caso de compra. Caso Pedro tivesse se comprometido (vendido uma opção de compra) a comprar uma ação de João, caso ele quisesse vende-la, não importa o preço, Pedro deveria compra-la.

As opções são utilizadas por grandes investidores, geralmente os que possuem um elevado capital e possuem anos de experiência. Então muito cuidado caso queira investir em opções sem estudar muito sobre o assunto antes!!

Para quem gostou da ideia e quer se aprofundar mais no assunto eu recomendo a leitura dos seguintes livros:

Introdução aos derivativos.

Ganhando dinheiro com opções.

Fique rico operando opções.

Bons investimentos!

Se gostou não deixe de compartilhar com os amigos!

Até a próxima!

SHARE
Previous articleJustiça - Nós podemos comprá-la?
Next articleEvolução tecnológica, o processo I.

Graduado em Ciências Contábeis, possui MBA em Investment Banking e está agora iniciando seu mestrado em economia. Atualmente trabalha no mercado financeiro e escreve os blogs com o objetivo de ajudar as pessoas a conhecerem um pouco mais acerca do mundo econômico, contábil e administrativo e sobre tudo o que isto implica.

NO COMMENTS

Deixe uma resposta